Novo acordo automotivo deve ser assinado em junho

O acordo automotivo negociado pelos técnicos da Argentina e do Brasil será submetido agora aos ministros e presidentes de ambos os países e deverá ser assinado antes do dia 30 de junho, data de expiração do atual acordo. Foi negociado que, para cada dólar que a Argentina exporta para o Brasil, o Brasil poderá exportar US$ 1,95 para o país vizinho. E para cada dólar que o Brasil exporta para a Argentina, a Argentina poderá exportar US$ 2,50 dólares, ampliando portanto o seu teto, que atualmente é de US$ 1,95.Outro destaque do novo acordo é o monitoramento trimestral do comércio bilateral do setor. "Não queremos permitir que algo que aconteça possa prejudicar o desenvolvimento do programa", explicou o secretário executivo do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior do Brasil, Ivan Ramalho. Ele explicou que esse monitoramento servirá para solucionar os problemas que forem surgindo e evitar que os mesmos atrapalhem o início do livre comércio do setor, em julho de 2013.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.