Novo cálculo do PIB refletirá mais a realidade, diz Ipea

Presidente do Instituto lembrou que a alteração feita no cálculo das contas nacionais em 2003 resultou em uma taxa de crescimento do PIB mais elevada nos anos seguintes 

Glauber Gonçalves, da Agência Estado,

19 de setembro de 2012 | 12h41

O presidente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), Marcelo Neri, disse nesta quarta-feira, 19, que as mudanças que o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) vai fazer no cálculo do Produto Interno Bruto (PIB) vão resultar na obtenção de dados mais fidedignos. "Acho que (a nova metodologia) vai refletir melhor o que está acontecendo na economia", declarou, depois de participar do Fórum Nacional, organizado pelo Instituto Nacional de Altos Estudos (Inae) hoje e amanhã no Rio.

Ele lembrou que a alteração feita no cálculo das contas nacionais em 2003 resultou em uma taxa de crescimento do PIB mais elevada nos anos seguintes. "O crescimento foi maior, porque foi incorporado o setor de telecomunicações", declarou. Ele considerou as novas mudanças importantes e previu que o mesmo efeito pode acontecer agora. "Isso deve mostrar com mais clareza que o Brasil está crescendo na média mais do que os dados do PIB até agora mostravam. Essa é a minha expectativa, mas é preciso tirar a prova", avaliou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.