Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Novo chefe da varejista Tesco diz que fará mudanças de gestão

Dave Lewis, novo presidente-executivo da Tesco, terceira maior varejista do mundo, disse que novas mudanças de gestão são inevitáveis?? na empresa britânica.

REUTERS

05 de setembro de 2014 | 08h00

O ex-executivo da Unilever e especialista em reestruturações começou seu novo trabalho na segunda-feira - sucedendo Philip Clarke um mês antes do planejado - com um mandato voltado para uma grande revisão no negócio de 95 anos, que emitiu seu segundo alerta de lucro em dois meses na última sexta-feira.

"Haverá mudanças (de gestão)? Vamos ser honestos, tem que haver. Nós não queremos que a tendência do nosso negócio continue", disse Lewis em um vídeo postado no YouTube pela Tesco.

Alguns analistas avaliam que o diretor de administração para o Reino Unido da companhia, Chris Bush, é particularmente vulnerável, dado o mau desempenho da Tesco em seu mercado doméstico, o principal para a empresa.

Lewis disse que tem "muitas ideias" e "muitos pensamentos" sobre como lidar com a perda de participação de mercado da Tesco no Reino Unido, mas que não irá se precipitar "com uma solução muito simples para isso".

O novo presidente-executivo disse reconhecer que a força da marca Tesco diminuiu e que a moral da equipe foi afetada, mas pediu aos 500 mil funcionários da empresa, dos quais 320 mil ficam no Reino Unido, para se concentrarem em melhorar a experiência do cliente.

(Por James Davey)

Tudo o que sabemos sobre:
VAREJOTESCOREESTRUTURACAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.