Novo foco de aftosa em Eldorado leva 24 animais ao abate

O Ministério da Agricultura confirmou hoje um novo foco de febre aftosa no município de Eldorado (MS), numa região próxima ao primeiro foco confirmado na Fazenda Vezozzo. O foco constatado agora foi na Fazenda Floresta Branca, que é, segundo o Ministério da Agricultura, um assentamento rural. A Fazenda Floresta Branca fica entre as Fazendas Jangada e Vezozzo. A doença foi comprovada por exames laboratoriais.Com isso, são confirmados até agora 11 focos da doença em Mato Grosso do Sul. Há outros quatro focos no Paraná, os quais estão sendo investigados pelo Ministério da Agricultura. De acordo com fonte do ministério, há, ainda, outras duas suspeitas de aftosa em Mato Grosso do Sul. O rebanho da Fazenda Floresta Branca é de 24 animais. Desse total, três apresentaram sintomas da doença, mas todo o rebanho já foi abatido.São PauloO secretário de Agricultura de São Paulo, Duarte Nogueira, disse nesta quarta-feira que hoje se encerra o processo de rastreamento e análise das condições sanitárias de animais oriundos dos Estados de Mato Grosso do Sul e do Paraná que entraram no Estado de São Paulo. Segundo ele, até agora nenhum sinal de aftosa foi encontrado nesses animais. Foram rastreados 802 bovinos, 752 suínos, 39 ovinos e 20 caprinos.O secretário disse que medidas de proteção e segurança serão mantidas para evitar o ingresso, no Estado, de animais em pé e carne com osso procedentes dos dois Estados em que foram detectados os focos de aftosa.BahiaJá o diretor da Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia, Luciano José Costa Figueiredo, destacou que o Estado manterá as restrições para trânsito de animais susceptíveis à febre aftosa e subprodutos oriundos de Mato Grosso do Sul, São Paulo e dos Estados integrantes do Circuito Pecuário Sul (Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.