Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Novo leilão da Copene será em março

O diretor de Finanças Públicas e Regimes Especiais do Banco Central, Carlos Eduardo de Freitas, disse ontem à noite que o novo leilão das ações da Copene, pertencentes ao Econômico, Odebrecht e Grupo Mariani, será feito em março. A expectativa de Freitas é de que o edital do novo leilão seja publicado até o dia 12 de fevereiro. O diretor do BC acrescentou que está em discussão, entre os vendedores das ações da Copene, a possibilidade de tornar público o preço mínimo de sua venda. Ele comentou que o preço mínimo, em relação ao usado na tentativa fracassada em 14 de dezembro, também poderá ser alterado. Na opinião do diretor do BC, o fracasso do primeiro leilão não se deu pela modelagem de venda. "Vamos manter, na essência, a modelagem do leilão anterior". Para ele, o fracasso da tentativa feita em dezembro se deveu à falta de competitividade e ao fato que a proposta de compra de ações ter ficado abaixo do preço vinculante.

Agencia Estado,

18 de janeiro de 2001 | 16h20

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.