Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Novo mínimo leva projeção do déficit da Previdência para R$ 42,4 bi

A cada R$ 1,00 de aumento do mínimo, o impacto para a Previdência é de R$ 184 milhões por ano, segundo secretário de Políticas de Previdência Social

Cèlia Froufe, da Agência Estado,

22 de fevereiro de 2011 | 15h14

Com a aprovação do novo patamar do salário mínimo, para R$ 545,00, o secretário de Políticas de Previdência Social, Leonardo Rolim, elevou sua projeção para o rombo da Previdência Social este ano.

Ele projeta que haverá um déficit de R$ 42,4 bilhões em 2011 ante estimativa feita anteriormente, de R$ 41,3 bilhões. Segundo o secretário, a cada R$ 1,00 de aumento do mínimo, o impacto para a Previdência é de R$ 184 milhões por ano. Rolim concede entrevista coletiva nesta tarde.

Tudo o que sabemos sobre:
mínimoPrevidênciadéficitRolim

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.