finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Novo ministro do Planejamento espera reação rápida da economia após ajustes

O novo ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, disse nesta quinta-feira que espera uma recuperação rápida da economia após o ajuste fiscal que será promovido neste segundo mandato da presidente Dilma Rousseff.

REUTERS

01 de janeiro de 2015 | 16h43

"(2015) é um ano de medidas necessárias", afirmou Barbosa ao ser questionado por jornalistas, no Palácio do Planalto, sobre o que espera deste ano.

    "Essas medidas vão viabilizar o crescimento mais rápido da economia."

Barbosa e Joaquim Levy, novo ministro da Fazenda, desde que foram indicados em novembro para os postos, têm se debruçado sobre as contas públicas, para garantir que o governo volte a ter superávit fiscal neste ano.

    Segundo ele, "passada essa fase inicial de correções aqui e ali" a economia vai "responder como sempre respondeu."

"Espero uma recuperação rápida da economia brasileira que sempre mostrou muita capacidade...de adequação às mudanças de contexto econômico tanto nacional quanto internacional", afirmou.   

    Na semana passada, Dilma disse que serão necessárias "medidas drásticas" na economia para retomar o crescimento. Em 2014, a economia brasileira deve ter um crescimento menor que meio por cento, segundo os prognósticos do mercado.

 

(Por Jeferson Ribeiro)

Tudo o que sabemos sobre:
POLITICABARBOSACRESCIMENTO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.