Novo PIB faz País avançar de 11º para 10º no ranking mundial

A nova metodologia aplicada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) ao Produto Interno Bruto (PIB) provocou a elevação da classificação brasileira no ranking mundial nos anos de 2002 a 2005, segundo levantamento da Austin Rating.Em 2005, o Brasil passou da 11ª colocação para a 10ª, ultrapassando a Coréia do Sul. Nos anos de 2004 e 2003, a nova classificação fez o País avançar do 15º lugar para o 13º, passando a Holanda e a Austrália, em ambos os anos. Já em 2002, o país ultrapassou a Índia, subindo do 13ª para a 12ª colocação.Segundo o economista-chefe da Austin Rating, Alex Agostini, a elevação do Brasil no ranking mundial do PIB é importante porque demonstra que o potencial de crescimento de produção da economia é maior do que se imaginava. "Mesmo com investimentos menores, o País cresceu mais. Isso revela que o Brasil teve um ganho de produtividade no período."Nos anos de 2000 e 2001, o Brasil manteve sua posição, 9º e 11º, respectivamente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.