Novo plano nos EUA pode ter ajuda a Estados e desempregados

Segundo a presidente da Câmara americana, comitês da Casa vão finalizar novo pacote de medidas para o país

Renato Martins, da Agência Estado,

13 de outubro de 2008 | 15h22

A presidente da Câmara dos EUA, Nancy Pelosi (Partido Democrata/Califórnia), disse que os comitês da Casa vão realizar audiências para finalizar um novo pacote de medidas de estímulo à economia que deverá incluir gastos em infra-estrutura, ajuda aos Estados, benefícios e cupons de alimentos (cestas básicas) para desempregados. Ela não chegou a dizer quanto o pacote deverá custar, nem quando a Câmara deverá debater a proposta. Veja também:Em meio à crise, empresas têm que pagar US$ 15 bi ao exteriorEuropa vai garantir dívidas bancárias por até 5 anosReino Unido vai resgatar seus 4 maiores bancos, diz jornal Como o mundo reage à crise  Confira as medidas já anunciadas pelo BC contra a criseEntenda a disparada do dólar e seus efeitosEspecialistas dão dicas de como agir no meio da crise A cronologia da crise financeira   Em entrevista coletiva depois de uma reunião entre líderes da bancada democrata na Câmara e vários economistas, Pelosi afirmou que os EUA deverão entrar em "modo de sobrevivência" por causa da crise financeira. "Precisamos ter audiências para revisar o tamanho, a natureza e os detalhes de um pacote para a recuperação", disse a deputada, acrescentando que instruiu os presidentes dos comitês da Câmara a convocar as audiências para as próximas semanas. Assessores haviam dito anteriormente que o novo pacote de estímulo à economia deverá custar US$ 150 bilhões, mas Pelosi disse apenas que ele "poderá ter que ser maior" do que o pacote de US$ 60 bilhões aprovado pela Câmara, mas não pelo Senado, no mês passado.

Tudo o que sabemos sobre:
Crise FinanceiraCrise nos EUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.