Nowotny/BCE quer implementação de regras já adotadas

A zona do euro deveria se concentrar em implementar e observar suas próprias regras, e não em criar uma sucessão de novos planos para resolver a crise, afirmou neste domingo o integrante do conselho executivo do Banco Central Europeu (BCE), Ewald Nowotny. "Primeiro, vamos implementar as decisões que já tomamos em julho deste ano", disse Nowotny em um painel de discussão durante a reunião anual do Fundo Monetário Internacional (FMI). "Não acho que seja útil termos uma avalanche de novas propostas a cada semana."

AE, Agencia Estado

25 de setembro de 2011 | 11h07

Nowotny deu as declarações em reação a uma série de comentários no fim de semana pedindo à zona do euro que mobilize maiores quantias de dinheiro para conter a crise, principalmente através do Banco Central Europeu e do Organismo de Estabilidade Financeiro Europeu. Entretanto, Nowotny alertou que tais planos têm como base a transferência de compromissos financeiros de estados mais fracos para outros mais fortes como Áustria e Alemanha.

"Existem limites à aceitação pública de transferências e portanto acho importante aceitar esses limites", disse Nowotny. Ele também insistiu que o BCE e outros têm que aceitar as limitações legais de trabalhar com as leis e acordos atuais.

Nowotny respondeu diretamente a declarações do chefe do departamento europeu do FMI, Antonio Borges. Ele disse que "legisladores, mesmo no Banco Central Europeu, estão concentrados em suas próprias limitações internas, e não temos o resultado que precisamos". As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
EuropacriseBCE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.