Núcleo da inflação do Japão recua 2,4% em agosto

As pressões deflacionárias continuaram a aumentar no Japão em agosto, com mais uma queda recorde no núcleo do índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês). O núcleo do CPI, que exclui os preços voláteis dos alimentos frescos, caiu 2,4% em agosto na comparação com o mesmo mês do ano passado, em linha com as previsões dos economistas e acima da contração de 2,2% verificada em julho.

AE-DOW JONES, Agencia Estado

29 de setembro de 2009 | 05h39

Com os dados informados nesta terça-feira pelo Ministério dos Assuntos Internos e de Comunicações, o núcleo do CPI bateu o recorde de baixa pelo quarto mês consecutivo. Os preços das commodities recuaram em relação aos do ano passado e a incerteza econômica impediu que os consumidores abrissem suas carteiras.

O dado núcleo para a área metropolitana de Tóquio, considerado um indicador líder para as tendências nacionais de preço, baixou 2,1% em setembro, na comparação com o mesmo mês de 2008, mais do que os 2% esperados pelos economistas e do que o recuo de 1,9% observado em agosto. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Japãoinflação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.