Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Núcleo do déficit público de Portugal quase triplica

O núcleo do déficit público de Portugal quase triplicou nos primeiros dois meses deste ano, com as receitas de impostos caindo e os gastos aumentando, o que mostra que o país tem cortes a fazer para atingir as metas fiscais exigidas pelo resgate de 78 bilhões de euros da União Europeia (UE) e do Fundo Monetário Internacional (FMI).

REUTERS

21 de março de 2012 | 08h35

O déficit subiu para 799 milhões de euros (1,06 bilhão de dólares) ante 274 milhões de euros no mesmo período do ano anterior, quando o déficit caiu mais de 70 por cento, informou o escritório do Ministério de Orçamento do país no final da terça-feira.

No começo desta semana, o ministro das Finanças, Vitor Gaspar, rejeitou qualquer sugestão de que Portugal, que está enfrentando sua pior recessão desde a década de 1970, está atrasado em seu cronograma de redução do déficit e reformas exigidas pelo novo programa de resgate, e descartou pedir mais fundos.

Muitos economistas temem que Portugal siga a Grécia em solicitar um novo resgate, se não reestruturar sua dívida. O governo insiste que nada disso será necessário.

(Reportagem de Andrei Khalip)

Tudo o que sabemos sobre:
MACROPORTUGALDEFICIT*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.