Número de cheques devolvidos cai 28,8% em dezembro

O índice de cheques devolvidos no Brasil apresentou queda de 28,8% em dezembro de 2004, na comparação com o mês anterior, e aumentou 4,7% ante dezembro de 2003, conforme levantamento divulgado nesta sexta-feira pela Telecheque. A empresa, especializada na gestão de risco e concessão de crédito, aponta que, do total de transações com cheques, a inadimplência foi de 1,68% no mês passado, número inferior ao resultado de 2,36% em novembro.Para medir a inadimplência, a Telecheque considera os valores das transações com cheques e não a quantidade de devolvidos. O índice de cheques honrados foi de 97,83%, maior 0,8% em relação ao de novembro e apenas 0,1% menor na comparação com o mesmo período do ano passado. Já o índice de cheques roubados foi de 0,49%.De acordo com a empresa, o mês de dezembro tem um histórico de queda na inadimplência em relação a novembro, já que, nessa época, é comum que os consumidores aproveitem o 13º salário para quitar dívidas e reabilitar o nome, o que libera o crédito para as compras de final de ano.Segundo a pesquisa, 67,5% das transações foram pré-datadas e 32,5% para pagamento à vista. A Telecheque alerta que esta maior participação dos pré-datados em dezembro, por conta de "gastos excessivos" nas compras de Natal e Ano Novo, causará índices de inadimplência mais significativos em janeiro, fevereiro e março, meses em que os cheques serão compensados.Ranking por EstadoNa classificação por Estado da Telecheque, Santa Catarina liderou como "melhor pagador" pela oitava vez consecutiva, com 98,83% de cheques honrados. O índice de cheques devolvidos em dezembro no Estado, de 0,94%, foi 32,8% inferior ao de novembro e 15,2% menor em relação a dezembro de 2003. O Estado do Amazonas teve o pior índice de inadimplência de dezembro, com 3,18%, o que representa queda de 3,4%, em relação ao índice de novembro, e de 26,3%, comparado ao indicador de dezembro do ano anterior.São Paulo apresentou índice de inadimplência de 1,72%, inferior em 33,7%, na comparação com novembro, e 10,1% maior, em relação ao do mesmo período de 2003. Já o Rio de Janeiro registrou índice de cheques devolvidos de 1,66%, menor 20,5% que o de novembro e 14% maior comparado ao de dezembro do ano anterior.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.