Número de devedores do INSS diminiu pouco

A divulgação da lista dos maiores devedores do INSS, em 30 de abril deste ano, não foi o suficiente para amedrontar os devedores. Segundo balanço divulgado pelo ministro da Previdência, Ricardo Berzioini, o número de devedores caiu, porém pouco: passou de 176.790 para 164.385 empresas.O valor da dívida caiu em cerca de R$ 10 bilhões: de R$ 65,37 bilhões para R$ 55,10 bilhões. O motivo da queda, no entanto, foi a adesão dos devedores ao novo programa especial de parcelamento das dívidas - o Paes - e não pagamentos de dívida. Ao aderir ao programa, a empresa devedora se compromete a retomar o pagamento mensal das contribuições e a pagar as prestações mensais do parcelamento, cujo prazomáximo é de 180 meses (15 anos).Foi devido ao Paes que a Varig - a terceira maior devedora na lista divulgada em 30 de abril - não apareceu na relação divulgada agora. O débito da Varig era de R$ 379,56 milhões. A Transbrasil continua sendo a maior devedora, com um débito atualizado que aumento de R$ 414,22milhões para R$ 422,05 milhões. Em segundo lugar, permanece a prefeitura de Campinas, com R$ 420, 67 milhões. A lista dos devedores do INSS representa apenas uma parte da dívida porque nela estão incluídas apenas as empresas que estãoinscritas em dívida ativa e que não apresentaram na justiça bens suficientes para honrar o débito para com a Previdência Social. A lista completa dos devedores da Previdência está diponível no site do Ministério na internet www.mpas.gov.br.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.