Número de falências cai 2,8%

A quantidade de empresas que tiveram falências decretadas caiu 2,8% de janeiro a abril deste ano em relação ao mesmo período de 2003. Os dados, divulgados hoje pela Serasa, apontam que foram decretadas 1.483 falências contra 1.525 no primeiro trimestre do ano passado. Na comparação de abril deste ano com o mesmo mês de 2003, as falências decretadas subiram 4,6%, passando de 456 para 477.O volume de requerimentos de falências também sofreu retração (20,9%), saindo de 5.932 pedidos para 4.692 na comparação do primeiro trimestre. O mesmo ocorreu em relação abril de 2004 com igual mês de 2003 - queda de 12,9% -, com 1.601 falências em relação a 1.395. As concordatas requeridas cresceram 64,9%, de 37 para 61, em abril deste ano na comparação com 2003. As concordatas aceitas foram de 47 no mês passado, com acréscimo de 38,2% em relação a igual mês de 2003. Os indicadores mostram a dificuldade que as empresas tiveram de administrar recursos diante da conjuntura econômica, marcada por reduzido volume de vendas, juros altos e elevada carga tributária, segundo a Serasa. A pesquisa indica que as pequenas e médias empresas foram as mais prejudicadas, já que não conseguiram receitas suficientes para compensar a queda nas vendas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.