Número de leasings cambiais é o maior do ano

Com o crescimento do setor de leasing registrado neste ano ano, cresceram também os contratos de leasing indexados ao dólar. Diante da oscilação cambial ocorrida nas últimas semanas, consumidores que optaram pela compra através da indexação cambial têm motivo para se preocupar, já que vêem sua dívida crescer com as fortes altas observadas nos mercados nas últimas semanas. De acordo com apuração de Nívea Vargas, os dados da Associação Brasileira das Empresas de Leasing (Abel) revelam que o setor de leasing movimentou R$ 7,249 bilhões entre janeiro e setembro deste ano, representando um crescimento de 9,5% sobre o mesmo período do ano passado. Juntamente cresceram os contratos de leasing com indexação ao dólar, chegando a responder por 6,9% do total de contratos assinados, a maior porcentagem registrada este ano para esse segmento. Ainda na liderança do ranking dos indexadores estão os contratos prefixados, que respondem por 88 % do total. Os contratos atualizados pela TR somam 0,7% do total e outros indexadores, 3,5% do total. Consumidores têm alternativa de proteçãoPara o professor de economia e finanças, José Nicolau Pompeu, da PUC de São Paulo, o Brasil está vivendo situação semelhante à que antecedeu a desvalorização do Real no início de 1999. Ele aconselha os consumidores que estejam às voltas com prestações atreladas ao dólar a quitarem suas dívidas ou procurarem uma financeira para uma renegociação da dívida. O número de contratos de leasing foi menor do que ano passadoMesmo ocorrendo um crescimento do setor de leasing com relação à movimentação financeira, o número de contratos até setembro deste ano foi 30% menor do que no mesmo período de 1999. A explicação dada pelo presidente da Abel, Antonio Bornia, sobre a contradição dos dados é simples. "Registramos o incremento de contratos com maior valor agregado", diz Bornia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.