Número de títulos protestados cresce 5,8% em julho, diz Boa Vista

Avanço foi maior entre as empresas, cuja alta foi de 6%; índice para pessoas físicas subiu 5,4% 

Francisco Carlos de Assis, da, Agência Estado

17 de agosto de 2012 | 11h17

SÃO PAULO - O número total de títulos protestados no País, somando pessoas físicas e jurídicas, cresceu 5,8% em julho ante junho, informou hoje (17) a Boa Vista Serviços. Para as empresas, o aumento foi de 6%. Para pessoas físicas, a elevação foi de 5,4%.

Na comparação com julho do ano passado, o total de protestos caiu 0,1%. Houve aumento de 4,3% no número de títulos protestados de empresas e recuo de 7,3% para pessoas físicas.

Com o aumento de julho sobre o mês anterior, os registros de protestos no acumulado do ano subiram 7,5% sobre o mesmo período do ano passado. Nesta comparação, os protestos de títulos de empresas cresceram 12,3% e os de pessoas físicas recuaram 0,5%.

O valor médio dos títulos protestados em julho foi de R$ 2.014 para pessoas físicas e de R$ 2.738 para pessoas jurídicas.

Tudo o que sabemos sobre:
EUATesouroajuda

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.