'O Brasil é o terceiro mercado de beleza e movimenta R$ 15, 4 bilhões por ano' Mercado Visagismo

"O processo de reconhecimento do curso de tecnólogo em visagismo está na etapa final, falta apenas a visita final de reavaliação de um representante do MEC, o que deve ocorrer no próximo semestre", informa o coordenador, Carlos Oristanio.

CRIS OLIVETTE, O CADERNO SOBRE EDUCAÇÃO UNIVERSITÁRIA CIRCULA , NA EDIÇÃO DE HOJE (LEIA O PRÓXIMO EM 29/5), CRIS OLIVETTE, O CADERNO SOBRE EDUCAÇÃO UNIVERSITÁRIA CIRCULA , NA EDIÇÃO DE HOJE (LEIA O PRÓXIMO EM 29/5), O Estado de S.Paulo

17 de junho de 2012 | 03h09

O professor afirma que o objetivo do curso é formar um profissional especializado no conjunto de técnicas que valorizam a beleza, além de oferecer conhecimento nas áreas de gestão, marketing, finanças, logística, química e biologia. "O futuro profissional precisa saber administrar sua carreira e seu estabelecimento."

Os alunos aprendem a analisar todos os formatos de rosto nas aulas de desenho bidimensional. Já a disciplina interface homem computador ensina como usar o software que usa a imagem do cliente para simular vários tipos de cortes de cabelo.

O estágio não é obrigatório, mas a Cruzeiro do Sul tem parceria com empresas que o oferecem em eventos e feiras.

Oristanio afirma que o Brasil é o terceiro mercado de beleza no mundo, movimentando R$ 15,4 bilhões por ano, sendo que os cuidados com os cabelos ocupam a primeira posição em gastos. "Não há desemprego no mercado de beleza, todos precisam de um bom cabeleireiro, mas o profissional precisa ir atrás do seu objetivo."

Além de salões de beleza, outras opções de atuação são clínicas de estética, hotéis, academias e consultorias de beleza.

A estudante Eudiane Neres conta que sempre teve prazer em "fazer o cabelo" dos familiares. "Fiz um curso técnico, mas queria aprender mais." Pesquisando graduações na área de beleza, encontrou o curso de visagismo.

Atualmente, ela faz estágio na Agência Bouclé, que realiza promoção de produtos de beleza. "Participo de feiras e eventos apresentando lançamentos e explicando os benefícios." Eudiane conta que também aplica produtos nos cabelos dos interessados e finaliza penteado.

A aluna garante que está satisfeita com o curso. "Conseguimos dar uma cara nova para alguém de forma rápida. É algo visível." Eudiane quer fazer especialização em cosmetologia ou moda. "Como o visagismo estuda a postura da pessoa e o jeito de se vestir, isso também me interessa bastante."

Em seguida, espera montar um estúdio para dar consultoria de imagem e manter um salão de beleza com uma boa equipe.

Oristanio.

Salário inicial

R$ 2,5 mil

Duração do curso

3 anos

Disciplinas

Biossegurança, colorimetria, dermatologia, fundamentos de administração e negócios, gestão e formação de preço, corte 1, 2 e 3

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.