Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

'O linguista pode atuar em todas as áreas em que a linguagem humana está inserida' Dedicação total Linguística

Tão numerosas quanto as acepções da palavra linguagem são as possibilidades profissionais do linguista. "Ele estuda a faculdade da linguagem humana. Quando se fala nisso, pode-se considerar desde aspectos biológicos até cognitivos", diz a coordenadora da habilitação na área na Universidade de São Paulo (USP), Cristina Altman.

GUSTAVO COLTRI, O CADERNO SOBRE EDUCAÇÃO UNIVERSITÁRIA CIRCULA TODA ÚLTIMA TERÇA DO MÊS (LEIA O PRÓXIMO NO DIA 29/11), GUSTAVO COLTRI, O CADERNO SOBRE EDUCAÇÃO UNIVERSITÁRIA CIRCULA TODA ÚLTIMA TERÇA DO MÊS (LEIA O PRÓXIMO NO DIA 29/11), O Estado de S.Paulo

30 de outubro de 2011 | 03h08

A aplicação dessa ciência básica envolve, por exemplo, ensino de línguas - inclusive especiais, como a libra -, edição e editoração de textos, fonoaudiologia, tradução e lexicografia, a técnica de feitura dos dicionários.

A carreira acadêmica é, no entanto, o principal destino dos formados. "Eles são treinados para ser pesquisadores e professores universitários", diz a professora coordenadora. A USP oferece tanto bacharelado quanto licenciatura na área.

Não há um piso salarial para a categoria, e a remuneração dos trabalhadores depende do campo de atuação profissional. Em universidades -, o salário inicial de professores pesquisadores é de cerca de R$ 4 mil.

Antes de optar pela especialidade, o que acontece no segundo ano de faculdade, o aluno da USP deve ingressar no curso de letras - todos os estudantes têm pelo menos dois semestres de disciplinas de linguística. No Estado de São Paulo, a Universidade de Campinas (Unicamp) também oferece a habilitação.

Salário inicial estimado

R$ 4 mil

Duração

4 anos

Disciplinas

Fonologia, morfologia, sintaxe, semântica, pragmática.

teorias do texto, semiótica verbal, visual e pictórica, sociolinguística

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.