O mais difícil da Alca vem agora, diz embaixadora dos EUA

A embaixadora norte-americana no Brasil, Donna Hrinak, disse hoje que a parte mais fácil da negociação para a Alca já foi feita. Ela admitiu as dificuldades de equilibrar os interesses dos 34 países comprometidos com o bloco lembrou que todos sabiam destes obstáculos. "Sabíamos que iríamos chegar nesse ponto, a coisa fácil já foi feita", afirmou.Donna Hrinak reforçou a necessidade de manter o prazo de janeiro de 2005 para obter um acordo e disse que a data foi um compromisso reafirmado pelos presidentes dos Estados Unidos, George W. Bush, e do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva. "Precisamos de um esforço único, que mantenha o acesso a mercados e mecanismos de solução de controvérsias", disse.Numa mensagem otimista, ela disse esperar um compromisso renovado de chegar a um acordo antes de 2005, durante a reunião ministerial em Miami, em novembro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.