carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

O País entra numa nova era do crédito

Debate

Ricardo Loureiro, O Estado de S.Paulo

31 de dezembro de 2010 | 00h00

Editada pelo governo, a medida provisória disciplina o cadastro positivo; reafirma a proteção aos interesses do consumidor, já consolidados no Código de Defesa do Consumidor e na Lei do Habeas Data, e atende aos interesses da sociedade. Por isso, a Serasa Experian acredita que será convertida em lei.

A partir de agora, o arcaico e ineficiente modelo de informações negativas é página virada no País. A prática do cadastro positivo, em sua integralidade, promove o acesso da população a crédito mais barato, afasta o risco sempre presente do superendividamento e trabalha a favor do desenvolvimento da economia.

Já investimos muito tempo num amplo debate e podemos dizer que, hoje, temos um texto legal que considerou todos os aspectos relevantes sobre o tema. Precisamos colocar a mão na massa, logo, e traduzir essa nova conquista da sociedade em benefícios imediatos. Temos certeza de que o País entra numa nova era do crédito, fundamentada no que há de mais avançado no mundo para apuração do risco. O cadastro positivo é a resposta que vários países buscaram e buscam para ter um sistema de informação de crédito adequado à sofisticação atual do ambiente de negócios. Todos os setores econômicos terão grandes benefícios, pois risco gerenciado é crédito bem concedido, sinônimo de maior rentabilidade e competitividade para as empresas. As organizações indo bem, o País e a população vão melhor ainda.

O maior beneficiário, entretanto, é o consumidor. Com as informações comportamentais, inserem-se mais pessoas no crédito, com encargos menores. O concedente de crédito conhece melhor para quem está emprestando, e o tomador tem seu prêmio por ser bom pagador. É mais justo.

A Serasa Experian está pronta para o cadastro positivo, que sempre foi nossa maior bandeira. Agora, o caminho está aberto.

É PRESIDENTE DA SERASA EXPERIAN

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.