O périplo de um empresário em busca

No início da década de 90, quando o empresário italiano Enrico Pelletti comprou a área onde hoje fica seu complexo turístico, na Costa das Baleias (BA), o aeroporto local, na cidade de Caravelas, tinha um voo diário para São Paulo. Pouco tempo depois, a agência de turismo responsável interrompeu a linha e, em 2007, o aeroporto foi interditado. Foram três anos de briga até que o governo decidisse pelas reformas necessárias. A expectativa é que o aeroporto reabra até o fim do ano. Mas o périplo de Pelletti não termina aqui. Agora, ele tem de convencer as companhias aéreas de que Caravelas é um destino interessante. Ele já bateu na porta de Azul, Trip e Avianca.

, O Estado de S.Paulo

31 de janeiro de 2011 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.