O povo tem de poupar e investir depende dos empresários, diz FHC

O presidente Fernando Henrique Cardoso disse nesta terça-feira que falta investimento, mas que a taxa de investimento no Brasil subiu de 13% para 20% do PIB (não especificou o período), totalizando US$ 120 bilhões por ano. Ele acrescentou que cerca de US$ 20 bilhões são de investimento estrangeiro e o restante, nacional. "Há um forte esforço de poupança, mas que é insuficiente e com esta poupança não dá", avaliou. "O governo faz a sua parte, mas é a sociedade que tem de poupar e o investimento depende dos empresários." Falando do seu mandato, disse que houve "crescimento pequeno (da atividade econômica), mas houve crescimento". Fernando Henrique Cardoso criticou as agências de classificação de riscos. De acordo com ele, "um jovem faz umas contas lá, usa um modelo econométrico, muitas vezes com pressuposições bastante duvidosas e baixa a nota de um país inteiro". Segundo o presidente, falta "uma situação de maior segurança física e de segurança da nossa economia em um mundo tão cruel". O presidente completou que o País está em condições de avançar. "Tenho confiança no País, que não se atemoriza e é inovador. O penta está aí para nos mostrar." Ele concluiu sua apresentação no seminário Brasil 2003-2206 dizendo: "nós temos fé no Brasil, acreditamos no Brasil e vamos vencer."Reforma tributáriaFernando Henrique disse que está tentando acabar com o PIS e abrir caminho para acabar com o Cofins. De acordo com ele, isso está parado no Congresso e interesses legítimos dificultam a sua a provação. "Eu tentei tanto", disse o presidente em tom de lamentação, referindo-se è reforma tributária . "Tá lá (no Congresso) e era a reforma sonhada pelos empresários", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.