O que é previdência privada?

Garantir um futuro tranqüilo, sem uma grande perda de renda na aposentadoria, é uma preocupação de todos nós. Qualquer pessoa que deseje receber mais do que o teto da Previdência Social (INSS) precisa destinar parte de seus recursos para formar uma poupança de longo prazo, seja administrada por sua própria conta ou então através de um plano de previdência privada.O processo de poupança terá duas fases. Na primeira, o poupador acumula um capital, que durante todo o processo irá recebendo rendimentos. Na segunda fase, será o momento de receber os benefícios, por exemplo através de retiradas mensais. Naturalmente, o valor dos benefícios será proporcional ao capital acumulado, senão haverá o risco de o dinheiro poupado acabar muito rápido.Um dica importante é não ter muita pressa ao comprar um plano de previdência privada. Lembre-se de que esse é um projeto de muitos anos, em que você vai depositar a poupança de uma vida. Portanto examine a aplicação escolhida juntamente com o nível de risco que você está disposto a tolerar. Mais do que isso: não basta escolher bem. É preciso acompanhar a administração dos recursos periodicamente, bem como a saúde financeira da empresa administradora. E se o risco de perdas aumentar, o poupador pode transferir seu dinheiro para um plano de menor risco.No link abaixo, veja mais informações e dicas sobre o mercado de previdência privada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.