O que levar em conta para ser franqueado? Que área dá mais lucro?

O especialista responde

24 de agosto de 2010 | 09h07

José Carmo de Oliveira - consultor do Sebrae-SP

Antes de procurar um negócio para investir é recomendável que a pessoa verifique se possui perfil de franqueado. Essa autoinvestigação pode ser feita respondendo a cinco questões básicas. São elas: o investimento está de acordo com meus objetivos financeiros? Tenho maturidade suficiente para dar este passo? Tenho apoio da minha família neste empreendimento? Estou disposto a trabalhar bastante, independentemente de horários ou finais de semana? Aceito bem a ideia de ter meu próprio negócio, porém, seguindo a orientação e padronização estabelecida por outro?

Se a pessoa disser sim para todas as perguntas, significa que está apta a dar o próximo passo – que é a análise de mercado do negócio em que se pensa ser franqueado.

Em relação às áreas, existem boas opções no mercado, mas o retorno sobre o investimento não é linear. Por isso, é importante analisar os fatores que influenciam o negócio, como setor e tipo, local da instalação, potencial de consumo do público-alvo, concorrência direta e indireta, perspectivas de mercado (em crescimento, estabilizado, em declínio), fornecedores diretos e indiretos etc.

É possível, no entanto, dar alguns exemplos. O mercado de higiene e cuidados pessoais está em crescimento, já que há aumento do consumo de produtos pelos homens. O campo da informática é outra aposta – evolui e se renova com lançamentos constantes. A área de alimentos para pessoas que moram sozinhas também ganha força.

Enfim, é importante analisar o setor nos contextos geral e particular para saber o retorno. 

Tudo o que sabemos sobre:
franquiaslucroperfilquestõesáreas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.