Ministério da Fazenda
Ministério da Fazenda

'O que vai salvar os Estados é a reforma da Previdência', diz secretário do Tesouro

Mansueto Almeida lembrou que os governadores precisarão fazer o dever de casa para terem acesso ao programa que o ministro da Economia, Paulo Guedes, batizou informalmente de 'Plano Mansueto'

Eduardo Rodrigues, O Estado de S.Paulo

06 de maio de 2019 | 11h41

BRASÍLIA - Apesar do socorro financeiro que o governo federal prepara para os governos estaduais, o secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, avaliou nesta segunda-feira, 6, que o que vai recuperar as contas dos Estados é o controle de gastos. "O que vai salvar os Estados é a reforma da Previdência", acrescentou, em entrevista à GloboNews.

Ele lembrou que os governadores precisarão fazer o dever de casa para terem acesso ao programa que o ministro da Economia, Paulo Guedes, batizou informalmente de "Plano Mansueto", que permitirá aos Estados ter mais crédito para pagar funcionários e fornecedores, entre outras despesas, desde que se comprometam a adotar medidas de ajuste.  "Para acessarem o programa, o governador terá que mostrar que conseguirão recuperar nota de crédito do Estado junto ao Tesouro nos quatro anos de seu mandato", enfatizou.

Mansueto disse ainda que o governo federal ainda não decidiu o porcentual do bônus de assinatura do leilão do excedente de petróleo na área da cessão onerosa que será dividido com Estados e municípios. O valor a ser arrecadado pela União no leilão é estimado em R$ 106 bilhões e parte será usada para pagar a Petrobrás. "Haverá um grande aumento na arrecadação de royalties e participação especial na exploração do petróleo nos próximos anos e o governo também está pensando em forma de dividir parte disse com Estados e municípios", completou. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.