Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

O sonho era uma geladeira com água na porta

A dona de casa Vanilda Aparecida Pereira e Silva, de 44 anos, casada e mãe de quatro filhas, está mais que satisfeita com a geladeira que tem água na porta. "A minha geladeira velha era de uma porta e tinha uns 20 anos." Hoje, o eletrodoméstico cedeu lugar na cozinha para o refrigerador novo e foi deslocado para o quintal.Casada com um mestre-de-obras e com renda mensal na faixa de R$ 1,5 mil, Vanilda não quer mais eletrodomésticos básicos. Ela argumenta que os produtos mais sofisticados facilitam a vida. Além disso, existe o prazer de ter um aparelho novo e moderno.A dona de casa diz que seu fogão, de quatro anos, é de quatro bocas e não tem acendimento automático. Quando for trocá-lo, quer um com acendimento automático, luz no forno e, de preferência, na cor prata. Apesar da renda apertada, Vanilda observa que, com o crediário, compra tudo. "Quero a casa renovada." Ela tem TV de 29 polegadas, computador e comprou telefone sem fio em cinco prestações de R$ 17.

O Estadao de S.Paulo

07 de agosto de 2025 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.