OAB estuda ação contra MP que corrigiu tabela do IR

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Roberto Busato, está reunindo um grupo de especialistas para estudar a possibilidade de ingressar na Justiça contra a Medida Provisória 232, que corrigiu a tabela do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) em 10%, mas também elevou a tributação de empresas prestadoras de serviços. A medida atinge, entre outros, os advogados. "Não é mais possível o contribuinte agüentar essa voracidade que vem tomando conta do País, que é uma das maiores cargas tributárias do mundo", disse Busato, segundo sua assessoria de imprensa. "Não podemos ficar calados diante desse fato, que vai desestabilizar muitas pequenas empresas, que são as grandes geradoras de empregos e das quais o Brasil precisa tanto."Segundo o presidente da OAB, setores atingidos devem repassar o aumento a seus clientes. A entidade promete também pressionar pela derrubada do aumento no Congresso Nacional.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.