Coluna

Fabrizio Gueratto: como o investidor pode recuperar suas perdas no IRB Brasil

Obama decide que concordata é o melhor para GM--Bloomberg

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, determinou que uma concordata é a melhor maneira da General Motors se reestruturar e tornar-se uma montadora competitiva, afirmou a Bloomberg, citando pessoas familiarizadas com a questão.

REUTERS

31 de março de 2009 | 22h04

Obama também está preparado para deixar que a Chrysler peça concordata e seja vendida em fragmentos, caso a terceira maior montadora dos EUA não consiga formar uma aliança com a italiana Fiat, afirmou a Bloomberg, citando membros do Congresso, que foram informados sobre o tema, e outras duas pessoas familiarizadas com as decisões do governo.

Na segunda-feira Obama deu 60 dias para a GM propor profundos cortes de custos e redução de dívidas, maiores do que a montadora propôs em plano de viabilidade entregue no mês passado.

Mas uma concordata "rápida e cirúrgica", que o governo Obama descreveu como uma opção, parece ser inevitável, de acordo com as pessoas próximas à questão, segundo informações da Bloomberg.

Tudo o que sabemos sobre:
CRISEOBAMAGM*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.