Obama diz que é preciso mais crescimento EUA e na UE

O presidente dos EUA, Barack Obama, sugeriu que os líderes da zona do euro deveriam modificar a forma da busca por uma solução da crise para reduzir o alto desemprego no bloco. Em entrevista à imprensa concedida após reunião com a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, Obama disse que "todos nós temos de realizar reformas estruturais para nos adaptarmos a uma economia nova e inteiramente competitiva".

Agencia Estado

19 de junho de 2013 | 10h29

Merkel defendeu a atual abordagem da zona do euro no combate à crise, principalmente via consolidação orçamentária e reformas estruturais. "O mundo está mudando e a Europa não é suficientemente competitiva em todas as áreas", declarou. A chanceler também disse que seu país vai apoiar o acordo de livre-comércio entre os EUA e a União Europeia. Fonte: Market News International.

Tudo o que sabemos sobre:
AlemanhaObamaeconomia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.