Obama: impulsionar economia é melhor forma de fortalecer dólar

O candidato presidencial Democrata,Barack Obama, afirmou nesta terça-feira que a melhor forma deimpulsionar o enfraquecido dólar é melhorar os fundamentoseconômicos, e não manipular o câmbio. "O dólar é um problema por si só, mas é também um sintomade problemas fundamentais", disse Obama para repórteres em seuavião de campanha. "E se nós resolvermos alguns destesproblemas, eu acho que o dólar irá se fortalecer de acordo." "Eu não sou alguém que acha que nós deveríamos gastar muitotempo manipulando nossa política fiscal ou monetária parafortalecer o dólar. O que eu quero fazer, no entanto, éfortalecer os fundamentos econômicos de forma que o dólar, porconsequência, acabe se fortalecendo", disse ele. "Eu acreditoque nós devemos ter uma política de dólar." Obama ainda disse que apenas faz sentido mexer nas reservasestratégicas de petróleo dos Estados Unidos para lidar comproblemas de alta nos custos se houver uma grave problema com aoferta. A fraqueza do dólar foi citada por economistas com um fatorcontribuidor para a alta dos preços do petróleo que tematingido os consumidores norte-americanos. O dólar caiu frente ao euro nesta terça-feira com asconstruções de novas moradias norte-americanas despencando emmaio para seu menor nível em mais de 17 anos, lançando maisdúvidas sobre uma alta antecipada no juro do Federal Reserve. Obama disse que enfrentar problemas como a criseimobiliária irá fazer com que os mercados crédito funcionem deforma mais efetiva. "A economia irá começar a se recuperar e o Fed terá entãocerta flexibilidade. Este não sentirá a pressão para continuarbaixando sua taxa de juro, o que enfraquece o dólar, o que porsua vez cria um ciclo que eleva os preços do petróleo e estecontribui para a inflação", acrescentou ele. (Reportagem de Caren Bohan)

REUTERS

17 de junho de 2008 | 19h00

Tudo o que sabemos sobre:
MACROOBAMADOLAR

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.