Obama mostra satisfação com política cambial chinesa

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse hoje, após encontro com seu colega chinês Hu Jintao, que os EUA estão satisfeitos com o compromisso da China de ao longo do tempo passar para uma taxa de câmbio mais orientada pelo mercado. Ambos os líderes reafirmaram a importância do relacionamento bilateral num amplo conjunto de áreas econômicas e políticas, que abrangem de Taiwan ao Irã, mas evitaram fazer mais comentários sobre a questão da taxa de câmbio além das declarações de Obama. "Fiquei satisfeito em observar o compromisso chinês, feito em comunicados anteriores, de se dirigir para uma taxa de câmbio mais orientada pelo mercado ao longo do tempo", afirmou Obama.

HÉLIO BARBOZA, Agencia Estado

17 de novembro de 2009 | 07h27

"Enfatizei em nossas discussões e com outros na região que fazer isso com base nos fundamentos econômicos daria uma contribuição essencial para a situação econômica global", declarou. Hu e Obama, que faz sua primeira visita à China, fizeram um pronunciamento no Grande Salão do Povo depois de uma reunião a portas fechadas. Não foram permitidas perguntas. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAChinacâmbio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.