Coluna

Fabrizio Gueratto: como o investidor pode recuperar suas perdas no IRB Brasil

Obama pede ação conjunta do G20 para estimular crescimento

Em artigo publicado em órgãos da imprensa internacional, presidente dos EUA apela por ação conjunta.

BBC Brasil, BBC

24 de março de 2009 | 06h48

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse em artigo publicado em órgãos da imprensa internacional nesta terça-feira que os países do G20 devem atuar de maneira conjunta para sair da crise global.

O artigo, intitulado "O Momento para Ação Global", é uma mensagem aos líderes dos países industrializados e emergentes que participarão no dia 2 de abril de reunião em Londres.

"Nossos esforços devem começar com uma ação rápida para estimular o crescimento", afirmou o presidente, na versão publicada no jornal argentino Clarín

.

Obama disse que os Estados Unidos já promulgaram um pacote para estimular a criação de empregos e assentar as bases para o crescimento, que outros membros do G20 aprovaram estímulo fiscal e que "estes esforços devem ser robustos e sustentados até que se restabeleça a demanda".

"Na medida em que avançarmos, deveríamos assumir um compromisso coletivo para encorajar comércio aberto e investimentos, resistindo ao protecionismo que aprofundaria esta crise", disse o artigo.

Obama recomenda ainda o restabelecimento do crédito para empresas e consumidores, e defende ajuda aos países e às pessoas "que enfrentam maior risco", dizendo que esta é uma "obrigação moral, econômica e está ligada à segurança".

"Se dermos as costas para eles, o sofrimento causado por esta crise aumentará e nossa própria recuperação será retardada porque os mercados para nossos produtos diminuirão e serão perdidos mais empregos americanos."

"O G20 deveria prover recursos imediatamente para estabilizar os mercados emergentes, aumentar a capacidade de assistência do Fundo Monetário Internacional em emergências e ajudar os bancos regionais de desenvolvimento a acelerarem o crédito."

O presidente americano afirmou ainda saber que os Estados Unidos têm uma parcela de responsabilidade pela crise e que o país está disposto a liderar o caminho para a recuperação.

"Aprendemos de uma vez por todas que o sucesso da economia americana está inextricavelmente unido à economia global", afirmou Obama no artigo, também publicado no jornal alemão Die Welt

. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
Obamacrise financeiraG20

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.