coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Obama pede urgência para aprovar pacote para economia

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, destacou hoje a necessidade urgente de aprovação do pacote de estímulo econômico, para combater a pior recessão do país em décadas, e devolver os empregos à população. "Americanos em todo o país estão batalhando e esperando para ver se estamos à altura da tarefa que está diante de nós. Vamos mostrar a eles que estamos", disse Obama em seu discurso semanal de rádio. "E vamos fazer o que for preciso para manter a promessa da América viva em nosso tempo." Obama pediu que legisladores na Câmara dos Representantes e no Senado trabalhem rapidamente para resolver suas diferenças em relação ao pacote. A Câmara, sem um único voto republicano, aprovou um pacote de US$ 819 bilhões. O Senado, por sua vez, realizou uma rara sessão de sábado para discutir os méritos do pacote, um dia depois de os democratas chegarem a um acordo com alguns republicanos. Moderados de ambos os partidos chegaram a um meio termo e concordaram em cortar mais de US$ 100 bilhões de programas que, segundo eles, não gerariam empregos imediatamente. A votação no Senado pode acontecer ainda na segunda-feira. O acordo, porém, deve tornar difíceis as negociações com a Câmara para a reconciliação das duas versões do pacote de estímulo, e mais mudanças ainda podem ocorrer. Segundo funcionários, o custo geral do pacote do Senado é de US$ 827 bilhões.

AE-AP, Agencia Estado

07 de fevereiro de 2009 | 18h57

Tudo o que sabemos sobre:
criseEUAObamapacote

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.