Obama promulga lei de ajuda às pequenas empresas

Após meses de discussão, o presidente dos EUA, Barack Obama, promulgou hoje a lei que visa estimular a criação de emprego em pequenas empresas. A legislação inclui US$ 12 bilhões em isenções e créditos fiscais para ajudar pequenas empresas, muitas das quais têm tido problema em conseguir crédito em virtude da desaceleração econômica no país.

ÁLVARO CAMPOS, Agencia Estado

27 de setembro de 2010 | 20h17

Obama disse "lamentar" que a legislação tenha levado tanto tempo para ser aprovada pelo Congresso. O Senado, onde o projeto ficou meses parado, aprovou a legislação este mês, após dois republicanos terem se juntado aos democratas para votar favoravelmente à proposta. A Câmara aprovou o projeto na semana passada.

A lei estabelece um programa de crédito de US$ 30 bilhões com recursos públicos para as pequenas empresas. Os recursos serão direcionados para bancos regionais, com a condição de que eles repassem o dinheiro para pequenas empresas na forma de empréstimos. Diferentemente do pacote emergencial de ajuda ao setor financeiro, adotado em 2008, os bancos terão de se oferecer para participar.

O presidente norte-americano comentou ainda que a lei é "uma grande vitória para os empresários americanos". Ele afirmou que existem mais de mil pequenas empresas que estavam esperando por empréstimos e agora conseguirão recebê-los. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.