coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Obama quer eliminar subsídios a grandes produtores agrícolas

Fazendas com faturamento anual superior a US$ 500 mil não terão mais dinheiro do orçamento federal

REUTERS

26 de fevereiro de 2009 | 09h27

O presidente norte-americano, Barack Obama, vai eliminar pagamentos do governo para produtores agrícolas com faturamento superior a 500 mil dólares ao ano e encerrar subsídios para a estocagem de algodão, informou um funcionário de alto escalão do governo dos EUA nesta quinta-feira,26.   Veja também:  Governo inclui mais US$ 250 bi em orçamento para salvar bancos Obama pedirá em orçamento US$ 200 bi para guerras dos EUA Orçamento deve ter déficit de US$ 1,75 trilhão, o maior desde 1945 As medidas do emprego De olho nos sintomas da crise econômica  Dicionário da crise  Lições de 29 Como o mundo reage à crise  Obama, que vai detalhar sua proposta orçamentária nesta quinta-feira, está focando agricultura, procedimentos contábeis e licitações da área militar em seus esforços para reduzir o déficit dos EUA, que a Casa Branca estima que pode atingir US$ 1,75 trilhão em 2009. "Praticamente um terço dos agricultores recebe pagamentos diretos, não importando se estão produzindo alguma coisa ou não", afirmou o funcionário ao explicar alguns dos cortes que serão divulgados mais tarde. "Nós vamos propor que para fazendas com uma receita superior a 500 mil dólares ao ano os pagamentos diretos sejam eliminados gradualmente", afirmou o funcionário, que pediu anonimato. Segundo ele, esses cortes poderiam economizar US$ 9,8 bilhões para o governo em um período de 10 anos.   Segunda classificação da secretaria de Agricultura do governo americano, fazendeiros com ganhos superiores a US$ 500 mil por ano são considerados grandes produtores rurais. A suspensão de pagamentos para produtores de algodão que recebem recursos para estocar o produto em meio a empréstimos de comercialização resultariam em uma economia adicional de US$ 570 milhões durante o mesmo período, acrescentou. (Reportagem de Jeff Mason e Caren Bohan)

Tudo o que sabemos sobre:
COMMODSOBAMACORTES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.