bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

Obama suspende plano de Bush de explorar petróleo no mar

Suspensão será por 180 dias e tem como objetivo determinar os recursos do país na costa

Efe,

11 de fevereiro de 2009 | 06h52

O governo do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, suspendeu nesta terça-feira, 10, a aplicação de um plano para abrir a prospecção petrolífera na costa do país. O secretário do Interior, Ken Salazar, disse que a suspensão será mantida por 180 dias contados a partir de 23 de março e terá como objetivo determinar os recursos petroleiros e de gás com que conta o país na costa. A abertura da prospecção petrolífera marinha a partir de 2010 foi anunciada pelo governo George W. Bush, três dias antes de entregar o controle da Casa Branca a Obama, em 20 de janeiro. Os estudos para essa abertura tinham sido anunciados em julho do ano passado quando o petróleo rondava os US$ 150 o barril nos mercados internacionais. Segundo o governo Bush, seu plano permitiria explorações sobre uma superfície de 121 milhões de hectares. A proposta abriu a possibilidade de conceder contratos de prospecção de petróleo e gás natural "quase sem consulta a estados, indústria e comunidade", disse Salazar. "Na minha opinião, essa foi uma decisão apressada do pior tipo", acrescentou Salazar, em coletiva de imprensa. Segundo ele, nos próximos meses o Departamento de Interior fará reuniões públicas no Alasca, na costa ocidental, na costa atlântica e na do Golfo do México para escutar as opiniões dos governadores, grupos industriais e ambientalistas. Apesar de ser um dos maiores produtores, os EUA importam cerca de 60% do petróleo que precisam.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.