OCDE prevê recessão mais profunda em 2009

As economias dos países mais ricos do mundo reunidas na Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) devem se contrair este ano mais que o previsto em dezembro, informou o chefe da entidade, Angel Gurria. A OCDE esperava um declínio de 0,3 por cento do Produto Interno Bruto (PIB) das economias. Gurria também disse em uma palestra no Instituto Finlandês de Relações Exteriores nesta segunda-feira que o pessimismo nos mercados financeiros globais "não mostra sinais de redução."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.