OCDE prevê recuperação para Alemanha em 2012

A Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) afirmou hoje em seu relatório com previsões para 2012 que a economia da Alemanha deve se recuperar gradualmente no ano que vem, com um aumento nas exportações e a elevação dos investimentos, após uma leve recessão no quarto trimestre deste ano.

ÁLVARO CAMPOS, Agencia Estado

28 de novembro de 2011 | 10h01

Mas a OCDE alerta que uma piora na crise da dívida soberana da zona do euro pode levar a uma deterioração substancial no balanço patrimonial dos bancos alemães, gerando riscos para a recuperação do país. "A solução para a crise, juntamente com uma melhor regulamentação dos mercados financeiros, pode desencadear uma tendência mais forte e duradoura de crescimento. Mas no geral, os riscos são predominantemente de baixa", diz o estudo.

Agora, a OCDE prevê que a economia alemã vai crescer 0,6% no ano que vem. Em maio, a estimativa da organização era de uma expansão de 2,5%. Em 2013, a Alemanha deve registrar crescimento de 1,9%. Apesar da retomada, a inflação deve cair para 1,5% em 2013, de 2,4% este ano.

O relatório afirma ainda que, para impulsionar o crescimento, a Alemanha deveria rever sua estrutura de taxação, para aumentar a cobrança sobre bases imóveis, como por exemplo atividades prejudiciais ao meio ambiente, retirando encargos de bases móveis, como o mercado de trabalho, onde os impostos são particularmente altos. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
OCDEAlemanha2012

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.