bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

OCDE vai ajudar o Brasil a calcular perdas com cartéis

Uma parceria entre o Brasil e a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) poderá ajudar o governo a calcular o prejuízo causados aos cofres públicos pelos cartéis formados por empresas fornecedoras da União, Estados e municípios. O cálculo das perdas, provocadas pelo pagamento de preços maiores que os de mercado, ainda é nebuloso. A Secretaria de Direito Econômico (SDE) do Ministério da Justiça já chegou a estimar o prejuízo entre R$ 25 bilhões a R$ 40 bilhões por ano. O representante da OCDE, Ken Danger, disse que, ao criar o Programa Latino Americano de Combate a Cartéis em Compras Públicas, o objetivo da OCDE é ajudar os países a melhorar o gasto púbico. Além do Brasil, o programa inclui também o Chile.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.