OCDE vê ímpeto mais fraco em países em desenvolvimento, exceto Índia

O ímpeto de crescimento está enfraquecendo em importantes economias em desenvolvimento, com exceção da Índia, enquanto que o cenário econômico é estável para a maioria dos países desenvolvidos, disse a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) nesta terça-feira.

REUTERS

10 de junho de 2014 | 07h30

A OCDE disse que seu indicador que cobre 33 países membros ficou inalterado em abril pelo sexto mês consecutivo em 100,6, acima sua média de longo prazo de 100.

O indicador, desenvolvido para apontar pontos de virada no ciclo econômico, sugere que há um "ímpeto estável de crescimento" no bloco das principais nações desenvolvidas, disse a OCDE.

No entanto, o crescimento ficou abaixo da tendência no Brasil, China e Rússia, enquanto que a leitura para a Índia continuou estável em 97,9, o que a OCDE descreveu como um potencial ponto de virada positivo no ciclo econômico do país.

O cenário ficou estável para os Estados Unidos, com uma leitura de 100,5 inalterada há meses. A OCDE disse que a zona do euro teve uma mudança positiva no ímpeto com uma leitura de 101,1, que ficou estável sobre março mas representou uma alta ante meses anteriores.

O Japão, no entanto, viu sua leitura voltar a enfraquecer, caindo para 100,6 ante 100,7 à medida que os consumidores se ajustam ao primeiro aumento no imposto sobre vendas desde 1997.

(Por Leigh Thomas)

Tudo o que sabemos sobre:
MACROOCDEINDICADOR*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.