Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Ocean Air assumirá operações da BRA, por enquanto, diz Jobim

Por intermediação do governo, aOcean Air, do empresário German Efromovich, assumirá nospróximos dias as operações da companhia aérea BRA, queinterrompeu as atividades esta semana. "A Anac estava operando junto à BRA e à Ocean Air parafazer o entendimento entre elas. Eu acabei de conversar com opresidente da BRA e já tinha conversado ontem com o presidenteda Ocean Air", disse Jobim a jornalistas na Escola Superior deGuerra, nesta sexta-feira. "A parte comercial já estaria fechada. Agora é uma questãoformal de acertar e identificar as aeronaves que vão sertransferidas, porque algumas delas têm mandado judicial deapreensão", acrescentou o ministro. Ele sinalizou que a Ocean Air assumirá as operações apenastemporariamente, o que pode significar alguns meses. "Vai ser pelo menos nesse período em que os aviões estão aíe tem essas passagens. (Os aviões) serão operados pela OceanAir", comentou Jobim. "Com isso, nós resolvemos a questão BRApara depois encontrar uma solução definitiva. Esperamospacificar o setor", disse. A BRA fazia, em média, 315 vôos por mês para 26 destinosnacionais e três internacionais. Segundo dados da AgênciaNacional de Avião Civil (Anac) de setembro, a BRA tinha 4,6 porcento do mercado doméstico, à frente da Ocean Air, com 2,6 porcento. Jobim não descartou a possibilidade de fusão entre as duasempresas futuramente, embora também tenha admitido que a BRApossa encontrar uma solução para as dificuldades financeirasque enfrenta. Apesar de o governo ter participado das negociações, oministro afirmou que não houve uma intervenção no setor aéreo. "Esse acordo foi estimulado pela Anac e teve apoio dasempresas... é uma responsabilidade que tem o governo desolucionar o problema que criou uma dificuldade para 50 mil, 70mil pessoas". Ele acrescentou que o número de aeronaves que serãoaproveitadas pela Ocean Air ainda não foi definido, e que essanegociação será feita diretamente pelas duas companhias. (Por Rodrigo Viga Gaier)

RODRIGO VIGA GAIER, REUTERS

09 de novembro de 2007 | 17h16

Tudo o que sabemos sobre:
AEREASBRAOCEANAIR

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.