OceanAir analisará edital de leilão da Varig

O presidente da OceanAir, Carlos Ebner, afirmou nesta quinta-feira que analisará o edital do leilão da Varig para definir se a companhia participará ou não da concorrência marcada para a próxima quarta-feira. Segundo ele, ainda preocupa a OceanAir o risco de sucessão de dívidas trabalhistas e fiscais.O executivo disse verá se foi feita alguma blindagem contra a possibilidade de um eventual comprador da aérea herdar o passivo de R$ 7,9 bilhões. Quando perguntado se a OceanAir ainda mantém interesse em adquirir a companhia, ele respondeu que "nós vamos sempre avaliar".No primeiro leilão da Varig, realizado dia 8 de junho, a OceanAir chegou a se pré-qualificar para a disputa. No entanto, não fez nenhum lance.Plano de contingênciaO anúncio foi feito no mesmo dia em que o presidente da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Milton Zuanazzi, afirmou que, caso a Varig peça uma nova prorrogação do plano, o órgão concederá o auxílio.Por conta da crise, na última terça-feira a Varig anunciou que manterá a suspensão de algumas de suas rotas até o dia 18 - um dia antes da realização do leilão da companhia. Essa medida foi iniciada em 21 de junho.Pela regra da Anac, uma vez que determinada companhia não realiza um trajeto de vôo por um período superior a 30 dias, acaba perdendo a concessão da rota. Porém, segundo explicou a agência, a Varig não se enquadrada nessa determinação, tendo em vista que a empresa está em um processo de recuperação judicial e solicitou à Anac um plano de emergência para continuar operando.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.