Ocupados com mais de 50 anos ganham mais

Os ocupados com mais de 50 anos recebem maiores salários, trabalham em maioria por conta própria e aumentaram acima da média a sua participação no total de ocupados nas seis principais regiões metropolitanas do País desde 2002. As informações foram divulgadas nesta quinta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e estatística (IBGE).O levantamento mostra que, em maio de 2002, havia 2,7 milhões de pessoas ocupadas com 50 anos ou mais nas seis regiões (15,4% da população ocupada total) passando, em maio de 2006, para 3,6 milhões (18,1% da população ocupada total). Nesse período, a população ocupada com 50 anos ou mais cresceu 33,9%, enquanto a população ocupada total cresceu 13,6%.Em maio de 2006, entre os ocupados com 50 anos ou mais, a categoria que concentrava mais pessoas era a de trabalhadores por conta própria (32,7%), enquanto no que diz respeito ao total dos ocupados, a maioria estava inserida como empregado com carteira no setor privado (41,7%).Ainda segundo a pesquisa, a população ocupada com 50 anos ou mais apresentou rendimento médio real habitualmente recebido igual a R$ 1.401,30, valor 36,3% superior ao recebido em maio pela população ocupada para o total das seis regiões metropolitanas.Entre os desocupados (pessoas sem trabalho e procurando emprego) nas seis regiões, a pesquisa mostra que, em 2002, 5,8% desse grupo tinham 50 anos ou mais e em 2006 este número passou para 6,4%, porcentual superior ao de 2002, porém menor do que os encontrados em 2003 (7%) e 2004 (7,1%).Rendimento Ainda, segundo o IBGE, o rendimento médio desses trabalhadores estava 36% acima da média dos ocupados nas seis principais regiões metropolitanas do País em maio deste ano. RENDIMENTO MÉDIO REAL (R$)Tipo20022003200420052006Pessoas ocupadas1.566,941.111,961.049,90975,791.027,80Pessoas ocupadas com 50 anos ou mais1.604,491.247,561.169,821.273,161.401,30Pessoas ocupadas com 60 anos ou mais1.724,901.196,851.115,871.190,211.383,80Nas seis principais regiões metropolitanas (São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Recife, Salvador, Porto Alegre)Segundo Maria Lucia Vieira, analista da pesquisa mensal de emprego do IBGE, a renda acima da média para essa faixa etária se justifica pelo elevado porcentual (23,3%) de pessoas acima de 50 anos que integram o grupo dos ocupados como empregadores ou como militares e funcionários públicos, que recebem os maiores salários. Na média dos ocupados, 12,4% estão nessas duas categorias de inserção no mercado de trabalho. O rendimento médio das pessoas ocupadas com mais de 50 anos em maio de 2006 era de R$ 1.401,30, enquanto a renda média dos ocupados em geral era de R$ 1.027,80.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.