Odebrecht avalia entrada de novos sócios no consórcio

O diretor da Odebrecht Investimentos em Infra-estrutura, Irineu Meireles, revelou que novos sócios podem ingressar no consórcio vencedor da hidrelétrica de Santo Antonio. Hoje, o grupo é formado por Furnas, Cemig, Banif, Santander, Andrade Gutierrez, além da própria Odebrecht. "Os fundos de pensão já se ofereceram para entrar no consórcio. Iremos estudar, com base na engenharia financeira que estamos montando, se há possibilidade de novos sócios", disse o executivo após o resultado da licitação.Segundo o executivo, além dos próprios fundos, outros sócios podem ser consumidores livres. A companhia negocia com a Vale e outras empresas a venda dos 30% da energia assegurada da hidrelétrica que será colocada no mercado livre. Meireles admitiu que, por exemplo, a Vale poderia se tornar uma sócia da usina, mas nada está fechado por enquanto. O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) também é outro que pode virar sócio do consórcio.De acordo com o diretor, o ingresso de novos sócios não implica na saída dos atuais. "Não há nenhuma previsão de saída de nenhum sócio existente", afirmou. Além da entrada de novas empresas, o executivo também revelou a possibilidade da abertura de capital da sociedade de propósito específico (SPE) que administrará a hidrelétrica de Santo Antonio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.