Oferta de cana será 25% inferior à demanda por etanol

Desde 2003, a frota brasileira equipada com motor flex aumentou de 48,2 mil para 2,79 milhões de veículos em 2010. Dados dos fabricantes indicam que, na maioria das vezes, modelos flex são abastecidos com etanol. Só nos últimos cinco anos, a frota de carros flex cresceu 23% ao ano, enquanto o volume de cana moída aumentou 8%. Para analistas, mantida a atual taxa de crescimento, haverá defasagem de 25% na relação oferta/demanda nas próximas cinco safras. Serão produzidos 780 milhões de toneladas de cana, ante necessidade de 980 milhões. O déficit chegará a 40% em dez safras. A expectativa é que a produção de cana será insuficiente para atender a demanda por etanol já neste ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.