Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Oferta do Santander engorda superávit do fluxo cambial no mês

Banco Central registra entrada de US$ 3,725 bilhões nas duas primeiras semanas de outubro, até o dia 9

FERNANDO NAKAGAWA, Agencia Estado

14 de outubro de 2009 | 13h20

O ingresso de dólares no Brasil no início de outubro ganhou força em meio ao lançamento de ações do banco Santander. Dados divulgados nesta quarta-feira, 14, pelo Banco Central (BC) mostram que o fluxo cambial preliminar do mês registra a entrada de US$ 3,725 bilhões nas duas primeiras semanas de outubro, até o dia 9. O resultado, ainda preliminar, é mais que o dobro do registrado em todo o mês de setembro, quando ingressou no País US$ 1,365 bilhão. Em igual período de outubro de 2008, dias após o agravamento da crise financeira mundial, o Brasil havia perdido US$ 1,744 bilhão.

O ingresso de dólares continua sendo liderado pelo segmento financeiro, que registrou superávit de US$ 4,268 bilhões, com entradas de US$ 13,347 bilhões e saídas de US$ 9,079 bilhões no período. O valor foi mais que suficiente para cobrir o déficit da conta comercial, que amargou fluxo líquido negativo de US$ 544 milhões, gerado por importações de US$ 3,631 bilhões e exportações de US$ 3,087 bilhões.

Na segunda semana de outubro, entre os dias 5 e 9, o fluxo cambial teve entrada líquida de US$ 2,300 bilhões. O valor foi gerado pela contribuição positiva de US$ 2,933 bilhões do segmento financeiro, já que foram registrados ingresso de US$ 9,527 bilhões e saída de US$ 6,594 bilhões. Na conta comercial, houve saída de US$ 633 milhões, resultado de importações de US$ 2,672 bilhões e exportações de US$ 2,039 bilhões. No acumulado do ano até 9 de outubro, o fluxo cambial registra ingresso líquido de US$ 11,982 bilhões. Em igual período de 2009, a conta era positiva em US$ 15,444 bilhões.

Compra de dólares

O impacto da compra diária de dólares realizada pelo BC no mercado cambial somou US$ 5,383 bilhões nos primeiros nove dias do mês, segundo informou a autoridade monetária. O resultado preliminar do mês é bastante superior ao observado em todo o mês de setembro, quando foram adquiridos US$ 3,481 bilhões à vista. A cifra do início de outubro já é o mais elevado valor mensal adquirido pelo BC desde a retomada da compra de dólares, em 4 de maio. Desde então, o BC já retirou US$ 19,646 bilhões do mercado cambial.

Tudo o que sabemos sobre:
fluxo cambialBanco Central

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.