finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Ofertas de ações estão suspensas

O vice-presidente de Finanças do Banco do Brasil (BB), Aldo Mendes, disse ontem que o aumento das turbulências nos mercados internacionais tem provocado uma suspensão de operações de oferta inicial de ações, as chamadas IPOs. Nos últimos meses, essas operações vinham se constituindo numa das principais fontes de entradas de dólares no país. O dinheiro usado por estrangeiro na compra das ações acabava por ajudar a manter o processo de valorização do real frente ao dólar. No primeiro semestre do ano, o ingresso de investimento estrangeiro em bolsas atingiu US$ 24,013 bilhões.O dirigente do BB acredita, entretanto, que o fenômeno é passageiro. Apesar do momento ruim, ele disse que ainda continua em pauta a possibilidade de a Previ (fundo de pensão dos funcionários do BB) e o BNDES ofertarem em mercado uma participação de 5% no capital do banco, mas não neste ano.O agravamento da crise dos mercados internacionais, segundo Mendes, pode ter provocado uma migração de investidores da bolsa de valores para a tradicional caderneta de poupança. Em apenas seis dias deste mês, a poupança teve um ganho de captações de R$ 2,7 bilhões.

O Estadao de S.Paulo

07 de agosto de 2015 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.