Oftalmopharma tem produtos apreendidos

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) do Ministério da Saúde determinou a apreensão dos produtos fabricados pela empresa Oftalmopharma Farmácia de Manipulação e Comércio Ltda. A empresa de Campinas, Interior paulista, não tem autorização de funcionamento para fabricação de medicamentos e nem registro dos seus produtos na Anvisa. A Oftalmopharma fabrica e distribui para todo Brasil medicamentos oftalmológicos, como lubrificantes, antiinflamatórios, antialérgicos, descongestionantes, colírios e pomadas - incluindo produtos para diagnóstico, cirurgia e tratamento de catarata, glaucoma, entre outras doenças. O Centro de Vigilância Sanitária (CVS) de São Paulo proibiu a fabricação, venda, uso e divulgação desses produtos no Estado. Além disso, o CVS determinou o recolhimento dos medicamentos e do material promocional da empresa. Foi detectado ainda que a Oftalmopharma comercializa e divulga seus produtos em congressos da área médica. De acordo com a Anvisa, nenhuma farmácia de manipulação pode fabricar medicamentos em escala industrial. É permitida apenas a produção para uso individual, de acordo com demanda solicitada para o estabelecimento. Isso porque somente indústrias têm estrutura adequada para fabricar e armazenar medicamentos em larga escala. A irregularidade foi denunciada por uma indústria de São Paulo que atua no ramo de oftálmicos. Segundo a Anvisa, os produtos da Oftalmopharma devem ser recolhidos imediatamente. Os pontos de venda que desrespeitarem a medida poderão ser punidos conforme a Lei 6.437, que prevê notificação, multas de R$ 2 mil a R$ 1,5 milhão e até o cancelamento da autorização de funcionamento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.