OGX entra e LLX se mantém na segunda prévia do Ibovespa

Caso a carteira teórica seja confirmada, índice passará a contar com um total 61 ações a partir de janeiro

Vinícius Pinheiro, da Agência Estado,

16 de dezembro de 2009 | 11h07

A principal novidade da segunda prévia da carteira teórica do Ibovespa, válida para janeiro a abril de 2010, foi a entrada das ações da OGX Petróleo. A companhia, controlada pelo empresário Eike Batista, ingressa no principal índice da Bolsa com uma participação de 0,674%.

 

A segunda prévia, divulgada nesta quarta-feira, 16, pela Bovespa, confirmou a presença de outra companhia de Eike no índice: a LLX Logística, com 0,696%. As empresas se juntam à MMX Mineração, que já faz parte do Ibovespa. Juntas, as três companhias do empresário possuem uma participação de 2,428% no índice, conforme a prévia.

 

Caso a carteira seja confirmada, o Ibovespa passará a contar com um total 61 ações a partir de janeiro, com a saída dos papéis ON da Brasil Telecom, os PNB da Celesc e Comgás PNA, que já via sido antecipada na primeira prévia.

 

Assim como na prévia anterior, os dois papéis com maior peso seguem os mesmos, embora com participação menor em relação à carteira do dia.

 

Petrobrás PN aparece com 12,928%, ante a fatia atual de 14,943%, enquanto a participação de Vale PNA cai de 13,118% para 11,784% na segunda prévia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.